Snapchat x Instagram Stories: Qual o melhor para o seu Marketing?

Por Permalink 0
Inovar não é reformar. – Edmund Burke

Em agosto, os usuários do Instagram foram surpreendidos com uma grande novidade – O Instagram Stories. Esse novo recurso permite que você compatilhe momentos do seu dia-a-dia, com montagens de fotos e vídeos, que irão desaparecer depois de 24 horas.

Para os usuários do Snapchat, a novidade não foi tão grande assim. Afinal, esse foi o objetivo do aplicativo desde o início. O Instagram apenas copiou, nem tão sutilmente. Esse novo recurso do Instagram ficou realmente parecido com a ideia principal do Snapchat; e nele também foram incorpadas opções de gráficos e textos escritos sobre as montagens de fotos e sobre os videos.

Como usuária de ambos os aplicativos, inicialmente, achei a ideia do Instagram um tanto petulante. E que, na briga pelo mercado, nós usuários acabaríamos com uma série de aplicativos muito semelhantes, que dividiriam o público e prejudicariam o foco da nossa divulgação.

No entanto, eu acredito que como profissional de Marketing Digital, eu devo sempre ouvir o mercado, e não apenas tirar conclusões sobre minhas próprias experiências. Então, resolvi perguntar a algumas pessoas da minha rede de amigos – que sabia serem utilizadoras desses programas – o que elas acharam dessa novidade, e o quanto isso influenciou na utilização de ambos os aplicativos.

Minha amiga arquiteta Elenara Leitão (Snapchat: @arqsteinleitao), sempre antenada com as novas tecnologias, disse que inicialmente teve certa reserva com o recurso do Instagram e achou ser cópia fidedigna do Snapchat. Mas o número de visualizações a fez mudar de opinião.

Elenara Leitão

Sobre o embroglio Instagram copiando Snapchat. Uma estratégia de mercado bastante agressiva. Dividiu opiniões dos usuários. Eu mesma, em um primeiro momento fiquei muito indignada com o Instagram, jurei não usa-lo. Mas…

Tive que me render a um argumento poderoso: número de visualizações. Muitíssimo maior no Instagram. Então minha opinião: embora usando a mesma forma, o uso para eles deve ser diferente. E principalmente nos perfis públicos e com enfoque profissional.

Penso usar o Instagram para mostrar histórias mais curtas – uma ou duas imagens ou videos por dia. E sempre com um foco profissional. Mesmo que mostre uma imagem casual. Por que? Tenho mais de 6000 seguidores. Entre eles, potenciais clientes. Quero reforçar minha imagem profissional. No Snapchat, onde tenho poucos seguidores, posso brincar mais. Usar a rede para ter aquela maneira mais solta e espontânea. A conferir se minha intuição vai se confirmar.

Já minha amiga fotógrafa Carla Freitas (Snapchat: @carlafreitasp), achou que o novo recurso do Instagram acabou descaracterizando o objetivo principal do aplicativo.

Carla FreitasPode ser que mude de opinião, mas de inicio, o Instagram Stories foi uma cópia do Snapchat. Porém acho que não se encaixa muito bem ao propósito inicial do Instagram: as fotos. A visualização também não é uma das melhores… (As bolinhas na parte superior). Eu sou fotógrafa, e na grande parte das vezes, sigo as pessoas lá por conta das fotografias, e não pra saber o que elas fazem ou deixam de fazer. Já no Sanpchat, eu sigo aquelas que quero saber o que fazem. Acho que ficou confuso por isso… Pelo menos pra mim. O Snapchat tem os filtros, tanto de “tratamento” de pele, quanto filtros divertidos, e no Instagram isso não existe. O que acaba dando uma leveza (no sentido de ser divertido) grande aos snaps. O Snapchat também tem a seu favor canais que o usuário pode acessar e assistir. Uma coisa que notei, é que a minha conexão não é boa, os snaps carregam rápido, mas as histórias do Instagram demoram horrores! Não sei se o problema é minha conexão, ou se de fato lá fica mais “pesado”.

A respeito dos filtros do Snapchat, é realmente um diferencial. Além de tornar o aplicativo divertido, atrai seus usuários diariamente em busca de novos filtros. A Coach Soraya Salomão (Snapchat: @sorayasalomao) disse que não trocou de aplicativo, exatamente porque o Instagram Stories não tem as mesmas opções apresentadas pelo Snapchat.

Soraya Salomão
Eu ainda prefiro o Snapchat. Consigo interagir melhor por lá, sei usar os fitros e tudo mais. Quanto ao Stories do Instagram ainda não consegui usar nenhum filtro, e isso me desmotivou bastante. Quanto objetivo final dos vídeos, acho que é o mesmo.

No Twitter, colhi opiniões extremamente diferentes. Emerson Souza (@ESGOMES27), cita que percebeu o Instagram Stories como cópia do Snapchat.

ConverseCom Twitter

Já tHe WilL (@wnobuo), acha que o Snapchat pode perder terreno, se não se atualizar.

ConverseCom Twitter

Seria inocente achar que toda a tecnologia que hoje nos rodeia não teve seu desenvolvimento baseado na disputa de mercado, na reprodução (porque não dizer cópia descarada?) de ideias, recursos e conceitos entre várias empresas. Todavia, eu acredito que atualmente, o mercado está muito atento e estratificado, no sentido de esperar que um determinado programa tenha seu objetivo fielmente oferecido com recursos únicos que o diferenciam de qualquer outro.

ConverseComSão vários os fatores que farão você optar por um ou por outro, ou até por ambos os aplicativos. Em termos de Marketing, você deve focar no seu público, e utilizar os recursos apropriados para atingí-lo. Se sua ideia é fazer algo casual, e seu público tem um comportamento jovial, divertido e irreverente, o Snapchat tem o melhor perfil de trabalho nesse sentido. Já se sua ideia é combinar fotos de seus produtos ou serviço com vídeos profissionais, intencionando humanizar sua Marca, o Instagram pode ser a opção ideal para essa finalidade.

Em termos de Marketing Digital, a grande verdade é que toda divulgação de qualidade exige Foco. Muito foco. Se o seu público já segue você em uma determinada Mídia, e através dela você alcança seu objetivo de divulgar sua Marca, cativando clientes e fortalecendo sua personalidade; porque você mudaria e tentaria reconquistar esse mesmo público novamente? Ou dividiria a atenção desse público, utilizando dois aplicativos que apresentam o mesmo objetivo final?

Como usuária, tanto em termos profissionais como pessoais, eu acredito que os aplicativos devam criar recursos próprios e específicos, sempre fundamentando seu desenvolvimento no que particulariza seu propósito elementar. Mas ao mesmo tempo, tenho plena consciência de que a boa concorrência acaba trazendo grandes benefícios de evolução para a sociedade, e no final, quem sai ganhando somos nós mesmos: os usuários. Afinal, tudo está na palma da nossa mão, desde o clique da compra até o aplicativo que resolvemos definir para o nosso Marketing.

2 Comments
  • Lucas Freitas
    novembro 19, 2016

    Gostei muito do seu conteúdo, parabéns !

    • ConverseCom
      novembro 21, 2016

      Lucas, que delícia começar a semana com um elogio desses! Muito obrigada! 😀

Deixe seu comentário. Responderei com carinho!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *