Como viralizar seus posts? Contagie!

Por Permalink 0
Busque pela excelência, não pela perfeição. — H. Jackson Brown Jr.

Há alguns anos atrás, a palavra vírus podia lembrar tudo menos algo positivo. Vírus nos lembrava espirro, gripe e contágio. Era sempre algo apocalíptico. Com a beleza da semântica, vírus passou a ter um outro significado, além desse. Agora, falava-se dos vírus digitais que infectavam computadores e poderiam eliminar muitos arquivos importantes e destruir vidas quase da mesma forma que o vírus em seu significado anterior.

No entanto, apesar de tudo o que vemos de negativo a respeito de vírus, precisamos tirar o chapéu para ele. Inicialmente, ele vive de forma secreta em seu hospedeiro e sua forma de sobrevivência é criar suas próprias réplicas. Seu único objetivo é esse: Reproduzir-se, contagiando tudo a sua volta.


Se trouxermos para a realidade do Marketing Viral, o termo contágio pode se tornar algo interessante.

Contagioso – é o que se transmite por contato.
Contagiante – algo que contagia, anima ou prolifera.

O Marketing Viral – de boa qualidade – é contagioso e contagiante.

Se você recebe um vídeo que mexe com a sua emoção, você desejará contagiar outras pessoas. Você enviará por Email, por Skype, pelo WhatsApp. Nessa hora, o video se transmitiu por contato – foi contagioso e ao mesmo tempo, espalhou os sentimentos que estavam apenas em você – foi contagiante.

É sobre a ideia de compartilhar sentimentos e emoções que blogs, memes, vídeos e tudo que se refere ao mundo digital pode se tornar um conteúdo a ser viralizado. O intrigante dessa história é que esse tipo de contágio acontece da mesma forma que o vírus em seu significado original: Exponencial e secretamente, até suas réplicas se tornarem tão numerosas que precisamos prestar atenção nele.

 

É possível criar um conteúdo viral, intencionalmente?
Oh Sim! É!

O bonito do conteúdo viral é quando ele acontece sozinho. A mãe achou lindo a filhinha cantando a música música “Let it go” apenas balbuciando alguma palavras. Resolve filmar e postar na internet. Uma amiga vê e encaminha para outras amigas. E então essas amigas têm outras amigas mães, com filhinhas que cantaram a mesma música, que se identificam e resolvem passar adiante. No final, até o senhor de 90 anos que nem conhece o filme “Frozen” recebe o vídeo da menininha cantora. Tudo que fascina, tem grandes chances de ser contagiante.

No entanto, existem alguns artifícios intencionais para se criar um conteúdo que venha se tornar viral. Quem trabalha com Marketing ou deseja divulgar suas ideias, precisa alcançar o maior número de pessoas possível. E para tanto, um conteúdo que viralize passa a ser uma ótima forma de conseguir isso!

 

A ideia do “Gratuito”!

Vai dizer que seus olhos não brilham quando você lê a palavra “Gratuito”?…
Gratuito é lindo, é oferta, é doação.
O conceito aqui não é de visar o lucro imediato, mas o de causar uma onda de interesse para, então, alcançar o objetivo final: Vender, conquistar clientes ou simplesmente aumentar sua lista de Emails. Um público que “ganha” algo, certamente estará mais aberto ao que você vai apresentar depois. É importante também que esse “Gratuito” seja algo de valor para o seu público, algo que o deixe interessado e que o faça acreditar que o melhor virá a seguir.

O bom e velho “boca-a-boca”

Nunca existirá melhor Marketing do que uma divulgação feita por uma pessoa amiga ou conhecida. É o tipo de divulgação que funciona pela confiança e empatia. O pensamento aqui é “Se meu amigo enviou para mim, deve ser interessante”. Sua primeira lista de Emails deve ser a de amigos, suas primeiras publicações no Facebook, Twitter e outras Mídias Sociais envolverá as pessoas da sua vida. É através delas que você iniciará o processo de tornar seu conteúdo conhecido.

Trabalhe com a emoção!

Os conteúdos mais compartilhados são sempre aqueles que evocam algum tipo de reação – positiva ou negativa. Da mais fortes emoções estão o medo e a ansiedade. Mas é claro que você não quer que seu conteúdo seja conhecido no estilo “Urubulino” (*Urubulino era uma figura soturna que, na profissão de papa-defuntos, disseminava o pessimismo, alimentando-se dele), e então opte por emoções como encantamento, ternura, incentivo e humor.

Seja Positivo!

Você sempre acreditou que as más notícias disseminam mais facilmente que as boas? Incrível, mas não. As boas notícias, os videos alegres e engraçados, conteúdos inteligentes e questionadores sempre irão viralizar mais rápido.

Use meios fáceis de transmitir!

BlogConverseComSe você se aproxima de uma pessoa gripada e ela dá um espirro ao seu lado, certamente a transmissão do vírus será mais fácil e rápida do que se vocês estivessem em salas diferentes. Pense da mesma forma quando criar a sua forma de divulgação. Se as pessoas tiverem alguma dificuldade para passar adiante, por mais envolvida que elas estejam, podem acabar desistindo. Coloque os ícones das Mídias Sociais bem à vista e ao clicar neles, já deixe a mensagem escrita para que a pessoa só tenha o trabalho de apertar “Enviar”.

Observe seu público!

Trabalhe com a vaidade do ser humano – de uma forma positiva, é claro! Pessoas usam Facebook, Twitter e divulgam blogs para fazerem parte de uma “comunidade”, para terem uma “tribo”. Observe o comportamento do seu público, interaja e perceba o que faz seus leitores compartilharem seu conteúdo. A partir disso, crie estratégias para incentivar esse comportamento.

Evoque o questionamento!

Se você escreve um conteúdo que pode ser argumentado e tem diversas correntes, certamente, ele trará muitos leitores para você. Acredite! Pessoas são participativas e adoram dar opiniões. Principalmente, se forem contrárias as suas. (Podemos rir aqui…). Um conteúdo polêmico e controverso gera interesse e envolvimento, e viraliza.

Use recursos externos!

BlogConverseComTer links para o seu blog em sites externos e mídias impressas também ajuda muito a divulgar e tornar seu conteúdo conhecido. Se você tem chance de escrever artigos para outros blogs, escreva sem receio. Além de ser generoso, com certeza, você poderá colocar uma chamada para seu próprio blog e isso guiará sua audiência.

A verdade é que nunca sabemos quando um conteúdo poderá se tornar viral. O ser humano tem emoções e pensamentos complexos, e um post escrito sem todos esses princípios, poderá se tornar muito divulgado e conhecido. Enquanto outro, escrito de forma criteriosa, pode não fazer tanto sucesso. E é exatamente essa a beleza do trabalho, ir aprendendo e experimentando ao longo do caminho.

Acima de tudo, atuar com emoções genuínas, compreendendo as reações de seu público e participando ativamente da construção desse diálogo.

Deixe seu comentário. Responderei com carinho!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *